Autor: Ana Maria Paiva Morão

Resumo: Sob uma perspectiva literária analítico-narratológica, faz-se uma leitura do sentido de Bernal Francês (IGR 0222), considerando várias questões. A primeira é o pressuposto que a forma de expressão elíptica e condensada dos romances orais tradicionais não impede a reconstituição de programas narrativos complexos. A segunda é que os romances dispõem de mecanismos de significação funcionais e a terceira questão é que através da análise destes mecanismos é possível identificar valores implícitos e modelos culturais das comunidades transmissoras. Assim, analisam-se os motivos e simbolismos utilizados e o modelo narrativo deste romance, que se baseia num jogo de enganos e adopta uma estratégia de suspense. Também se coloca Bernal Francês em paralelo com outros textos, encontrando sentidos semelhantes, que o enquadram na universalidade de sentido dos grandes núcleos temáticos de oposição Amor/Ódio-Vida/Morte presentes em Literatura.

Palavras-chave: Bernal Francês; análise literária; romance oral tradicional; sentido.

Intervalo de páginas: 203-223

DOI: 10.34619/6v7t-9t13

Acesso ao capítulo: PDF

Desenvolvido por:

Instituto de Estudos de Literatura e Tradição Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Fundação para a Ciência e a Tecnologia

O IELT é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia no âmbito do projeto UIDB/00657/2020

Em parceria com:

Centro de Investigação em Artes e Comunicação Fundação para a Ciência e a Tecnologia Fundación Ramón Menéndez Pidal

Apoios

Fundação Calouste Gulbenkian Fundação Manuel Viegas Guerreiro European Association for Digital Humanities Time Machine Humanidades Digitales Hispánicas

ROMANCEIRO.PT

Colégio Almada Negreiros (Gab. 344) Campus de Campolide, Universidade Nova de Lisboa, 1099-085, Lisboa

Morada postal: Av. de Berna, 26 C, Universidade Nova de Lisboa, 1069-061, Lisboa

Email: contacto@romanceiro.pt

Telefone: +351918 832 055