Autor: Pere Ferré

Resumo: O revisionismo do método histórico pidalino começa a desenhar-se ainda nos anos 60 do século xx. Neste sentido, ganham especial relevância os estudos do investigador brasileiro Braulio do Nascimento e, em particular, os seus «Processos de variação do romance», dados à estampa em 1964. Com o presente trabalho, que presta homenagem ao erudito brasileiro, analisa-se a pertinência dos processos por ele enunciados, ao mesmo tempo que se estabelece uma clara relação com alguns conceitos estruturais da Crítica Textual.

Palavras-chave: Braulio do Nascimento; variação; romance tradicional; Crítica Textual.

Intervalo de páginas: 61-75

DOI: 10.34619/pzn0-hn81

Acesso ao capítulo: PDF

Desenvolvido por:

Instituto de Estudos de Literatura e Tradição Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Fundação para a Ciência e a Tecnologia

O IELT é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia no âmbito do projeto UIDB/00657/2020

Em parceria com:

Centro de Investigação em Artes e Comunicação Fundação para a Ciência e a Tecnologia Fundación Ramón Menéndez Pidal

Apoios

Fundação Calouste Gulbenkian Fundação Manuel Viegas Guerreiro European Association for Digital Humanities Time Machine Humanidades Digitales Hispánicas

ROMANCEIRO.PT

Colégio Almada Negreiros (Gab. 344) Campus de Campolide, Universidade Nova de Lisboa, 1099-085, Lisboa

Morada postal: Av. de Berna, 26 C, Universidade Nova de Lisboa, 1069-061, Lisboa

Email: contacto@romanceiro.pt

Telefone: +351918 832 055