Os investigadores Pedro Ferré, Sandra Boto e Mirian Tavares integram a equipa da Cátedra High Performance Computing liderada por Miguel Avillez, coordenador do Centro High Performance Computing – Universidade de Évora (HPC-UÉ), do Grupo de Astrofísica Computacional desta Universidade e investigador na Universidade Técnica de Berlim.

A Cátedra High Performance Computing envolve entidades públicas e empresas nacionais internacionais como a Hewlett Packard Enterprise (patrocinadora da Cátedra), a DECSIS Sistemas de Informação, S.A., a Assimagra – Recursos Minerais de Portugal, o Cluster Portugal Mineral Resources, a ANIET – Associação Nacional da Indústria Extractiva e Transformadora, a ACPMR – Associação Cluster Portugal Mineral Resources, a Geosense, GEOteKnics, Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Colab KiTP – Knowledge to Innovate Professions in Tourism, 3D Business Hub, FastCompChem, HealthTech Lisboa, Stark Data, entre outras.

Esta nova infraestrutura de investigação e desenvolvimento (I&D) da Universidade de Évora, em parceria com as Universidades dos Açores, Algarve, Nova de Lisboa e Porto, permitirá uma abordagem mais eficiente às estratégias nacional e europeia de inovação digital para o meio académico, empresas e outras organizações público-privadas, promovendo a transferência de conhecimento entre a academia e a indústria, potenciando o desenvolvimento e adoção de HPC, HPDA e IA pelos diferentes intervenientes na região e aos níveis nacional e internacional.

A Cátedra HPC compreende o estabelecimento de uma estrutura dedicada à investigação e desenvolvimento, ao armazenamento, gestão e processamento de dados; a coleções de dados; à prestação de serviços especializados em HPC, HPDA e IA para intervenientes locais, nacionais e internacionais; à formação certificada em HPC, HPDA, IA bem como a um programa de preparação e envolvimento das PMEs na utilização destas tecnologias e de recursos computacionais.

Paralelamente, a Cátedra HPC potencia a utilização das infraestruturas de computação avançada locais geridas pelo Centro de HPC – UÉ, como o supercomputador OBLIVION, adquirido no âmbito da infraestrutura de investigação ENGAGE SKA, especificamente para processamento de dados do projeto mundial Square Kilometre Array, que está presentemente a ser atualizado para o dobro da capacidade de processamento e dez vezes mais capacidade de armazenamento de dados, a cluster VISION dedicada ao processamento com inteligência artificial utilizando tecnologia NVIDIA, sendo a maior cluster em Portugal com esta capacidade, e a cluster ORION utilizada na aceleração de software com coprocessadores.

Esta infraestrutura de I&D conta com uma equipa constituída por 24 investigadores das Universidades de Évora, Açores, Algarve, Nova de Lisboa e Porto com especialização em diferentes áreas científicas como a supercomputação, processamento de dados, machine learning, inteligência artificial, ciências da computação, ciência dos dados, astrofísica computacional, química e bioquímica computacional, biofísica computacional, bioinformática, saúde, recursos minerais e humanidades digitais.

Desenvolvido por:

Instituto de Estudos de Literatura e Tradição Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Fundação para a Ciência e a Tecnologia

O IELT é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia no âmbito do projeto UIDB/00657/2020

Em parceria com:

Centro de Investigação em Artes e Comunicação Fundação para a Ciência e a Tecnologia Fundación Ramón Menéndez Pidal

Apoios

Fundação Calouste Gulbenkian Fundação Manuel Viegas Guerreiro European Association for Digital Humanities Time Machine Humanidades Digitales Hispánicas

ROMANCEIRO.PT

Colégio Almada Negreiros (Gab. 344) Campus de Campolide, Universidade Nova de Lisboa, 1099-085, Lisboa

Morada postal: Av. de Berna, 26 C, Universidade Nova de Lisboa, 1069-061, Lisboa

Email: contacto@romanceiro.pt

Telefone: +351918 832 055